Coletar informações de confiança junto aos cidadãos tem sido, ao longo dos últimos anos, um dos resultados mais desejados em  projetos realizados por ONGs e meios de comunicação. Hoje, em nosso laboratório, estamos orgulhosos em lançar o que acreditamos ser uma contribuição para esta missão.

 Yby é um novo software focado em facilitar que organizações criem suas próprias plataformas de crowd-sourcing. Yby é uma plataforma de mapeamento colaborativo. Ela permite aos usuários desenhar pontos, polígonos e linhas, e associar conteúdo de mídia a eles.

print

Construído para ser rápido, fácil de gerenciar e, claro, bonito, Yby integra as mais modernas tecnologias de mapeamento em uma única plataforma. Dá ao seu projeto muito mais flexibilidade em níveis de colaboração e permite aos usuários uma grande quantidade de narrativas personalizadas .

 A plataforma aceita a submissão de fotos, vídeos , textos , além da escolha de cor de ícones, linhas e polígonos. Além disso, a importação de pontos na plataforma em formatos KML , CSV e GPX . Uma história ou conteúdo enviado pode ser relacionado com várias características geográficas. Por exemplo, um usuário pode postar um vídeo sobre uma viagem e associá-lo com locais ao longo da rota .

features  pontos e polígonos.png

Arquitetura

A plataforma tem uma arquitetura cliente-servidor dissociada. Yby é um servidor desenvolvido em Node.js que fornece uma API que permite aos usuários conectar-se com diferentes tipos de clientes , abrindo várias possibilidades de novas aplicações a partir de uma mesma base de dados .

Um cliente padrão está disponível para inicialização rápida de uma plataforma de mapeamento. Este cliente é baseado em LeafleftAngular.js , que são frameworks JavaScript que fazem a maioria do trabalho no lado do cliente , reduzindo o tempo de carregamento e retornando pedidos de forma muito mais rápida.

Todo código-fonte é open-source e disponível no GitHub . Por favor, visite nosso repositório GitHub para obter detalhes técnicos. Vamos apreciar qualquer forma de feedback dos desenvolvedores e usuários através da seção de issues. Se você vê oportunidades de parceria conosco, entre em contato diretamente.

Os parceiros

Yby foi desenvolvido dentro do Laboratório de Inovação em Jornalismo Ambiental- ( (o)) eco Lab como parte da parceria entre a Associação O Eco, o Centro Internacional para Jornalistas ( ICFJ ), e a Earth Journalism Network (EJN) da Internews. Foi pensado como uma nova plataforma que pode ser implantada em alguns dos projetos atuais das 3 organizações , incluindo a nossa plataforma de geojornalismo InfoAmazonia

Aplicações de testes

mapahorta

Mapa criado utilizando MapasColetivos.com

Como dissemos em post anterior , InfoAmazonia vai lançar em breve seu aplicativo de narrativas cidadãs . Por isso Yby já foi adaptado como um primeiro teste de usuário para esse fim. Nos próximos dias , InfoAmazonia Cidadão , estará disponível em sua versão beta para ser acessado por ONGs locais que trabalham com questões relacionadas com a água na Bacia Amazônica .

Um teste mais robusto já foi realizado transferindo o banco de dados de Mapas Coletivos para o Yby . Originalmente criado utilizando Ushahidi há dois anos por O Eco, Mapas Coletivos possui 550 usuários registrados e mais de 200 mapas criados.

*Vitor George colaborou

  • Marcelo Träsel

    Interessante, mas qual é a vantagem em relação ao Ushahidi? (Fora ser mais bonito, o que já salta à vista.)

    • http://cardume.art.br/ Miguel Peixe

      Olá Marcelo, ele tem algumas diferenças cruciais:

      A base de dados é em MongoDB com a extensão geográfica, ou seja, com índices geográficos. Consultas por localização são possíveis e ágeis. Também no quesito velocidade, escrito em NodeJS com output apenas em JSON via API (desacoplado do cliente) permite não só mais agilidade nas requisições como também maior flexibilidade nas visualizações. Pode haver múltiplos clientes diferentes, funcionando como “tema” do seu projeto ou apenas diferentes outputs dos dados.

      Na organização dos dados ele também é mais genérico e flexível. Basicamente o conteúdo dentro das camadas se divide em “local” e “conteúdo”, que se relacionam entre si. Dessa forma um projeto pode atribuir o valor que quiser a esses 2 tipos de conteúdo.