Blog

manualjornalismodados

A primeira versão do Manual de Jornalismo de Dados  foi criado como resultado de uma colaboração intensa de 48 horas que incluiu dezenas de pessoas no Festival Mozilla de 2011. O trabalho continuou, o manual foi atualizado, revisado e expandido. No dia 20 de Janeiro, a versão em português foi lançada online no endereço datajournalismhandbook.org/pt/

landquest

Em Turkana, uma região pobre e seca do Quênia, as descobertas recentes de água e petróleo podem mudar a vida de moradores que dependem de ajuda alimentar para sobrevivência.

Em março de 2012, o Presidente Mwai Kibaki do Quênia anunciou que foi descoberto petróleo em Turkana após uma perfuração exploratória por uma empresa de petróleo anglo-irlandêsa. E no ano passado, a Unesco anunciou que grandes reservas de águas subterrâneas foram encontradas na área atingida pela seca.

ockpeckers

O número de mortos de rinocerontes mortos este ano na África do Sul por caçadores ilegais –635 animais até agora– está a caminho de chegar ao número de mortos em 2012 e dobrar o número de mortos há três anos. A maior parte dessa caça ilegal acontece dentro de parque nacional Kruger, o mais famoso do país.

Essas estatísticas impressionantes aparecem em um novo mapa interativo, construído com um conjunto inovador de ferramentas que tornam mais fácil rastrear e exibir visualmente dados geográficos.

logo_final-02

Jornalistas que desejam melhorar suas técnicas de coletas de dados para melhor cobrir o meio ambiente têm um novo recurso. O Guia de Geojornalismo é um manual online gratuito de tecnologias de mapeamento e visualização. Explica dados ambientais, tais como imagens de satélite, e até mesmo mostra como construir seu próprio balão para fazer fotos aéreas.

BNDESamazonia

A previsão de dois ícones da área de comunicações –que os jornalistas se tornariam caubóis de dados– está rapidamente se tornando uma realidade.

O repórter e professor Philip Meyer declarou em seu clássico livro Precision Journalism (Jornalismo de Precisão) de 1970 que “O mundo ficou tão complicado, o aumento da informação disponível tão explosivo, que o jornalista precisa ser filtro e transmissor, organizador e intérprete.”

Quarenta anos depois, Tim Berners Lee, inventor da World Wide Web, preveu que os jornalistas no futuro seriam “analistas de dados.”

O Centro Lekki de Conservação em Lagos, na Nigéria, detém a última área original da floresta inundada da cidade. A reserva, que representa um habitat único entre a lagoa e o mar, fica espremida em meio a terra recuperada e assentamentos urbanos. Ao olhar para uma imagem de satélite da área, você vê que a maior parte do espaço verde deu lugar ao cinza dos prédios e asfalto.

Projeto internacional de treinamento de jornalistas ambientais apoiado por ((o))eco treinará 9 jovens jornalistas, que aprenderão como usar ferramentas de mapeamento digital. Essa é a segunda chamada do projeto “Flag it”. Dessa vez, as oficinas acontecerão em Bucareste, na Romênia, entre os dias 7 e 13 de outubro de 2013. Há vagas para dois jornalistas ambientais brasileiros. Confira como participar.

Um ano de InfoAmazonia

gráfico_1

A plataforma de geojornalismo InfoAmazonia está completando um ano de vida nesta semana. Foi lançada no ano passado, em 17 de junho, no Brasil, durante as negociações da Rio +20. Naquela ocasião, tivemos uma ótima oportunidade ao reunirmos jornalistas, programadores e outros profissionais envolvidos com a questão ambiental e discutir as melhores maneiras de contar as histórias por trás de grandes bases dados. Como parte das comemorações de um ano, fizemos o lançamento de um pequeno vídeo promocional para mostrar quais são as principais ferramentas oferecidas pelo InfoAmazonia.